Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

TÔNUS MUSCULAR ≠ TROFISMO MUSCULAR

Gente, socorro!!!!! (parte II)

Nos meus passeios pela blogsfera, percebi outro erro de conceito básico, que TODO FISIOTERAPEUTA TEM OBRIGAÇÃO DE SABER, mas infelizmente nem todos sabem e resolvi esclarecer as coisas por aqui. E também para os leitores, mesmo os "não fisioterapeutas" falem o termo correto, porque é sempre bom usar a lingua portuguesa corretamente. Seja ela instrumental ou não.

Então... Vamos lá.
A confusão desta vez ocorre com os termos
 tônus muscular X trofismo muscular.

TÔNUS é o estado de tensão elástica (ou contração leve mantida) que apresentam os músculos em repouso (no momento em que eles não são usados). Este estado de tensão permite começar o movimento imediatamente após receber os impulsos nervosos cerebrais (os voluntários... por exemplo, quando dobramos o braço. São considerados involuntárias as contrações de músculos como o do coração. Não temos o "poder" de mandar o coração bater ou parar de).

O aumento do tônus é considerado patológico, ou seja, só acontece quando há alguma DOENÇA. Ele pode ser chamado também de espasticidade, ou mais fácil, de hipertonia. Algumas doenças são caracterizadas pelo AUMENTO DO TÔNUS, como a paralisia cerebral espástica (que acomete crianças) ou na fase crônica do AVC (o popular "derrame").

O estado de tensão ou contração aumenta tanto que impede os movimentos, porque o corpo não cede a este estado de contração contínua. Vejam exemplos nas fotos abaixo.


Outra variação de tônus, que também é patológica é a hipotonia. Ela acontece em doenças com a paralisia cerebral flácida e na fase aguda do AVC. É caracterizada pela dimunição do tônus, ou seja a baixa tensão no músculo, o que impede a contração e é caracterizado por um aspecto de "flacidez". Veja na foto abaixo, uma criança com hipotonia.



Agora, falando de  TROFISMO MUSCULAR. O trofismo corresponde ao volume de massa muscular existente no corpo. Em algumas regiões, conforme os estímulos e o uso, podemos ter aumento de massa muscular, ou seja "hipertrofia muscular".  Para finalizar:  consequentemente, um aumento da força muscular, graças à essa quantidade aumentada do volume muscular. Quando negligenciamos algum músculo e o usamos pouco perdemos massa muscular, ou seja, temos um quadro de "hipotrofia".

Vejam nas fotos abaixo exemplos de pessoas que aumentaram seu trofismo muscular com o pilates:






NUNCA podemos aumentar o "tônus" com o PILATES!!!! Ainda bem..kkk... Senão isso significaria que seríamos capazes de piorar o paciente, deixando-o com uma hipertonia, assim  pode acontecer em alguns casos, em alguém que teve AVC! Com certeza os pacientes do STUDIO PILATES FOR HEALTH não querem ficar hipertônicos. Mas sim, hipertrofiados, com aumento de massa muscular.  Os pacientes que precisam ficar com o corpo mais firme, e querem ficar mais fortes, estão com hipotrofia, e não com diminuição de tônus!!

A idéia desta postagem é clarear as idéias com relação a esses termos. Eu espero ter conseguido. Afinal, do mesmo jeito que é dolorido aos ouvidos escutar um "a gente vamos" é dolorido aos olhos de uma professora ler um erro tão crasso de conceito, principalmente se são colegas, ou alunos que escrevem. Então, gente!! Não confundam mais trofismo com tônus. Nem osteoartrose com artrite reumatóide, com já expliquei antes aqui. (Dúvidas, estou a disposição!!

Beijos a todos e ótimo começo de semana! E aos alunos queridos, vamos estudar, gente!! Aos meus pacientes queridos, fiquem tranquilos. Não vou aumentar o tônus de ninguém, eu prometo!!


15 comentários:

  1. Não confundamos também hipertrofia (aumento da massa ou volume) com hiperplasia (aumento no número de fibras) que hipoteticamente não ocorre no ser humano, ao perder massa ocorre uma diminuição do volume muscular e não do número de fibras musculares, se ocorrera isso seria hipoplasia. Tono na definição mais curta e entendível é a resistência ao estiramento o alongamento passivo (involuntário). Outro ponto que deveria ser aclarado é que nem todo evento cérebro-vascular (ECV) cursa com hipertonia seja em fase crônica ou aguda, há ECV por exemplo que apresentam sintomas subclinicos, creio que o exemplo não é adequado.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Dr Odair!! Muito obrigada pela sua participação e sugestão. São sempre bem vindas, volte sempre.

    Quanto ao "AVC", ou "AVE", ou "ECV", citei que pode acontecer "em alguns casos". Porém, é importante mesmo citar que isto não é regra.

    Você me deu a idéia de fazer um post apenas sobre isto. A explicação de termos técnicos que nem sempre são utilizados corretamente pelos leigos, ou pelos que estudam pouco...rs!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Ah, é importante salientar que a pessoa que escreveu esses erros, já passou aqui pelo nosso blog, aprendeu o certo e corrigiu a gafe!!

    Muito bem, amore, continue estudando porque nunca é tarde!!!

    beijinhos!! E obrigada pelo prestígio!!!

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua explicação, você ajudou muito :D !!

    ResponderExcluir
  5. adorei..explica tudo de uma forma simples e direta..

    ResponderExcluir
  6. Ingrid e Ana Beatriz!!

    Que bom que vocês gostaram, e principalmente, que entenderam a explicação do blog.

    A intenção era justamente essa, tentar "alinhar as idéias" desses termos tão frequentemente mal usados, inclusive por profissionais...Uma pena!!

    Sejam bem vindas, voltem sempre e qualquer dúvida o SPFH está a disposição, inclusive para fazer postagens sobre o assunto!

    Bjs

    Ciça

    ResponderExcluir
  7. Entendi que o Pilates aumenta o trofismo muscular, mas tambem promove o mesmo ganho de massa e consequente volume muscular como nos exercícios de musculação?

    ResponderExcluir
  8. Querido anônimo:

    Quanto a sua dúvida:

    Sim, o PILATES promove ganho de volume e massa muscular. Mas com a diferença que usa a resistência de molas (com graus diversos de tensão) para oferecer resisitência ao paciente, e não usa "carga" como na musculação, onde temos que sustentar peso para atingir esse objetivo.

    A principal diferença é essa, o que faz com que o número de lesões em quem pratique PILATES seja praticamente zero, principalmente quando orientado por um fisioterapeuta.

    Para indivíduos saudáveis, fica a critério do gosto pessoal, portanto. Eu que AMO fazer exercício, faço pilates, musculação, corro e pedalo... E se fosse ryca e não precisasse trabalhar, faria meio período do meu dia apenas de diversas atividades físicas...

    Bjs, obrigada pela participação e volte sempre.
    E se quiser, da próxima vez, deixe o nome.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Sou estudante de fisio, e queria parabenizar a vocês pelo blog. Adorei, a partir de hoje serei visitante ativa.
    Bjuss

    ResponderExcluir
  10. Maravilhosa a explicação e o blog. Parabéns!
    Tenho uma dúvida e gostaria da sua opinião. Tenho hipotireoidismo e a nutricionista me aconselhou a fazer atividade física, pois a perda de cálcio inicia mais cedo em pessoas com a hipo. De quebra quero ganhar massa muscular e ficar sarada kkk... o pilates é aconselhado? ou é melhor fazer musculação?

    ResponderExcluir
  11. Então Trofismo Muscular nd mais é a Hipertrofia??

    ResponderExcluir
  12. Diane, vc deve fazer atividades que promovam o ganho de massa. Pode ser o PILATES ou a musculação. Depende do seu gosto. Precisaria saber quantos anos vc tem, se tem algum problema de articulações para poder contra indicar e indicar alguns exercícios.

    Studio Corpo em Harmonia, o trofismo (massa muscular aumenta com trabalhos de hipertrofia... É isso que vc quis pergunatar?? Bjos e obrigada a todos pela participação.

    Esse post que surgiu da decepção/tristeza de ver uma ex aluna da faculdade errando feio em uma nomenclatura básica me fez feliz depois de tantos comentários carinhosos e interessados de vocês.... Queria que todos tivessem sido meus alunos, com certeza iriam aproveitar mais as minhas aulas...rsrsr!! Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi sou portadora de esclerose múltipla e divido ao último surto da Doença fiquei com espasticidade muscular, devido a isso tenho dificuldade em efetuar o mesmo movimento com os dois pés, meu neurologista me "proibiu" de fazer qualquer atividade que seja desenvolvida com "carga" gostaria muito de fazer pilates mas não sei se está indicado no meu caso

    ResponderExcluir
  14. Olá! Lê-se muito que o pilates restabelece o tônus muscular, então não é verdade??

    ResponderExcluir